Os crentes católicos ouvem os sacerdotes, os sacerdotes ouvem os bispos e os bispos ouvem o Papa. Não importa quão bem você comunique a obra de Deus Todo-Poderoso dos últimos dias, a menos que o Papa e os sacerdotes anunciem a chegada do Senhor, não podemos aceitá-la — nós, católicos, ouvimos os sacerdotes e o Papa.

Hoje, desastres estão ocorrendo com gravidade e frequência cada vez maiores. Esses sinais indicam que os grandes desastres dos últimos dias previstos na Bíblia estão prestes a começar. Como podemos ganhar a proteção de Deus e sobreviver em meio a esses desastres?

Os pastores frequentemente nos falam que, embora desastre após desastre seja derramado, não devemos ter medo, pois a Bíblia diz: “Mil poderão cair ao teu lado, e dez mil à tua direita; mas tu não serás atingido” (Salmos 91:7). Se tivermos fé no Senhor e continuarmos a orar, a ler a Bíblia e a nos reunir, os desastres não nos acometerão. Mas há alguns pastores e cristãos religiosos que morreram nesses desastres. Todos eles liam a Bíblia, oravam e serviam ao Senhor, então por que Deus não os protegeu?

Hoje, a terra é assolada por desastres como terremotos, fome, pragas, inundações e seca. Esses desastres estão crescendo em escala e causando cada vez mais mortes. Deus ama o homem e salva o homem, então por que Ele deve derramar tais grandes desastres?

O catolicismo em que cremos foi transmitido desde os apóstolos e é a mais ortodoxa de todas as religiões. A Igreja de Deus Todo-Poderoso pertence ao cristianismo, e o cristianismo é um braço do catolicismo. Se crermos em Deus Todo-Poderoso, não estaremos nos convertendo ao cristianismo? E, ao fazê-lo, não estaremos dando as costas para o nosso Deus?

7. Na Bíblia está escrito: “Porque o Senhor mesmo descerá do céu com grande brado, à voz do arcanjo, ao som da trombeta de Deus, e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro” (1 Tessalonicenses 4:16). Você testifica que o Senhor Jesus voltou, mas não ouvimos o brado nem a voz do arcanjo, nem a trombeta de Deus, tampouco contemplamos a ressurreição dos santos mortos. Como, então, pode ser provado que o Senhor voltou?