Siga-nos

Por que o povo judeu não reconheceu o Senhor Jesus como o Messias profetizado?

Há dois mil anos, o povo judeu ansiava pela vinda do Messias todos os dias, mas quando Ele (o Senhor Jesus) realmente veio, eles não O reconheceram e até O pregaram à cruz, cometendo um crime hediondo. Por que isto aconteceu? Hoje, estamos ansiando pela volta do Senhor Jesus. Cometeremos o mesmo erro do povo judeu? Como devemos saudar a volta do Senhor de modo que se conforme à vontade de Deus? O seguinte artigo lhe dará respostas.


Depois de uma tempestade de verão, Ke Min abre a janela e imediatamente uma brisa fresca entra na sala, dispersando a atmosfera abafada dentro dela. Ke Min volta para a sala de estar e se senta, ouvindo o que Li Xuemei e Chen Jiajia estão falando sobre o filme “A Paixão de Cristo”.

Chen Jiajia: Toda vez que assisto esse filme, não consigo evitar ficar completamente emocionada. Os sumos sacerdotes e escribas judeus serviam a Deus no tempo por muitas gerações, e estiveram esperando pela vinda do Messias, mas quando o Senhor Jesus veio para fazer Sua obra, na verdade eles foram incapazes de reconhecer que Ele era o Messias vindouro previsto nas profecias, e até O pregaram à cruz.

Ke Min: Jiajia, se fôssemos o povo judeu nascido há dois mil anos, poderíamos ter falhado em reconhecer ao Senhor Jesus e resistido a Ele também.

Li Xuemei: Você está certa. Lembro que o Senhor Jesus disse: “Geração perversa é esta” (Lucas 11:29). Nessa era tão má, todos vivemos em pecado, então se Ele retornasse hoje, como poderíamos não resistir a Ele?

Chen Jiajia: Mas há uma coisa que não entendo.

Ke Min: O que é? Diga-nos e poderemos discuti-lo juntas.

Chen Jiajia: Os romanos não reconheceram o Senhor Jesus porque eles não criam em Deus, mas mesmo assim o povo judeu havia crido Nele por várias gerações, especialmente os escribas e fariseus judeus que conheciam muito bem o Antigo Testamento e pregavam o evangelho em todos os lugares. Mas quando o Senhor Jesus veio para fazer Sua obra, eles não O reconheceram e até O pregaram à cruz. Eu realmente não consigo entender por que isso aconteceu.

Li Xuemei: Também me sinto confusa sobre isso. O povo judeu lia o Antigo Testamento desde a juventude e, a partir da profecia nele, sabiam que o Messias Salvador viria para resgatá-los. Além disso, quando o Senhor Jesus veio, eles viram que a obra e as palavras Dele abalaram toda a Judeia e que o Senhor exibiu muitos sinais e maravilhas, como alimentar cinco mil pessoas com cinco pães e dois peixes, restaurar a visão ao cego, permitir que o paralítico andasse, ressuscitar um homem morto e assim por diante. A obra e palavras do Senhor Jesus eram cheias de autoridade e poder, o que não pode ser feito por ninguém. Ao ver isto, aqueles com um coração minimamente investigativo identificariam que o Senhor Jesus era de fato o Messias vindouro. Entretanto, o povo judeu não apenas não reconheceu ao Senhor Jesus, como resistiu a Ele e O condenou. É inacreditável.

Ke Min: Também não conseguia enxergar através deste problema até que li um livro recentemente, que responde a esta questão com muita clareza. Vamos dar uma olhada nele juntas.

Ke Min: “Os fariseus judeus usaram a lei de Moisés para condenar Jesus. Eles não buscavam compatibilidade com o Jesus daquela época, mas seguiam diligentemente a lei à risca, a ponto de, no fim, pregarem o inocente Jesus à cruz, acusando-O de não seguir a lei do Antigo Testamento e de não ser o Messias. Qual era a essência deles? Não era que eles não buscavam o caminho da compatibilidade com a verdade? Eram obcecados por toda e qualquer palavra das Escrituras, sem, no entanto, prestar atenção na Minha vontade, nas etapas e nos métodos da Minha obra. Eles não eram pessoas que buscavam a verdade, mas pessoas que se agarravam rigorosamente às palavras; não eram pessoas que acreditavam em Deus, mas gente que acreditava na Bíblia. Eram, em essência, os cães de guarda da Bíblia. A fim de salvaguardar os interesses da Bíblia, de preservar a dignidade e proteger a reputação da Bíblia, chegaram a ponto de pregar o misericordioso Jesus na cruz. Fizeram isso simplesmente para defender a Bíblia, para manter a posição de toda e qualquer palavra da Bíblia no coração das pessoas. Então, preferiram renunciar ao futuro e à oferta pelo pecado para condenar Jesus, que não Se adaptava à doutrina das Escrituras, à morte” (de “Você deve buscar o caminho da compatibilidade com Cristo”). “Vocês desejam conhecer a raiz do motivo pelo qual os fariseus se opunham a Jesus? Desejam conhecer a substância dos fariseus? […] Ele se opunha a Jesus porque não conhecia a direção da obra do Espírito Santo, porque não conhecia o caminho da verdade do qual Jesus falava e, além disso, porque não entendia o Messias. E como nunca havia visto o Messias e nunca havia estado na companhia do Messias, cometera o erro de se agarrar em vão ao nome do Messias enquanto se opunha à substância do Messias através de qualquer meio possível. Esses fariseus eram obstinados, arrogantes em substância e não obedeciam à verdade. O princípio de sua crença em Deus é: não importa quão profunda seja a Sua pregação, não importa quão elevada seja Sua autoridade, Você não é Cristo a menos que seja chamado o Messias. Essas opiniões não são absurdas e ridículas?” (de “Quando você contemplar o corpo espiritual de Jesus, Deus terá feito novo Céu e nova terra”).

Ke Min: Está registrado na Santa Bíblia que quando o Senhor Jesus fez Sua obra, Ele realizou muitos sinais e maravilhas, e concedeu muita graça ao homem, o que chocou toda a Judeia. Muitas pessoas seguiram ao Senhor Jesus. Mas confrontados com o fato da obra do Senhor Jesus, a maioria do povo judeu, especialmente os principais líderes da fé judaica, não tinha o desejo de buscá-la ou investigá-la, não importa quanta autoridade Suas palavras tivessem, ou quão significante a influência de Sua obra fosse sobre as pessoas daqueles dias. Eles apenas se apegaram cegamente às letras da Bíblia e à visão de que não reconheceriam ou aceitariam Aquele que viria a menos que fosse chamado de Messias; eles acusaram o Senhor Jesus de violar a lei de Moisés; trataram a obra de Deus com base em sua natureza arrogante, delimitando a obra Dele dentro da Bíblia e dentro de suas próprias noções e imaginações. Com tal atitude, como eles poderiam receber as revelações do Espírito Santo e reconhecer que o Senhor Jesus era o Messias vindouro? Eles eram arrogantes demais e se apegavam a suas próprias noções e imaginações, então sempre usavam a Bíblia para delimitar a obra de Deus e, no fim, pregaram o Senhor à cruz, cometendo um crime hediondo de resistir a Deus.

Li Xuemei: Graças ao Senhor! As palavras neste livro explicam a raiz do problema, o que não pode ser dito por pessoas comuns. O povo judeu daqueles dias aprendeu que o Messias viria a partir da profecia no Antigo Testamento. Mas eles estavam aguardando pelo Messias só com base no significado literal da profecia. Então, quando o Senhor Jesus chegou, o povo judeu mediu a obra Dele com as letras no Antigo Testamento e não aceitaram o fato da obra de Deus de jeito nenhum. Foi por causa do povo judeu usar o Antigo Testamento para definir a obra de Deus que não reconheceram o Senhor Jesus.

Ke Min: Você está certa. Deus disse: “Porque, assim como o céu é mais alto do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos mais altos do que os vossos pensamentos” (Isaías 55:9). A obra de Deus é maravilhosa, o que ninguém pode entender. O povo judeu usava a Bíblia para definir a Deus e Sua obra, não permitindo que esta fosse além da Bíblia. Ao crer em Deus dessa maneira, apenas podiam terminar resistindo a Ele.

Chen Jiajia: Depois de ouvir sua comunhão, lembro-me de uma cena na “Paixão de Cristo”. O povo judeu daqueles dias definia e condenava o Senhor Jesus usando o Antigo Testamento. Está registrado no Evangelho de João, capítulo 19. Deixe-me lê-lo: “Quando o viram os principais sacerdotes e os guardas, clamaram, dizendo: Crucifica-o! Crucifica-o! Disse-lhes Pilatos: Tomai-o vós, e crucificai-o; porque nenhum crime acho nele. Responderam-lhe os judeus: Nós temos uma lei, e segundo esta lei ele deve morrer, porque se fez Filho de Deus” (João 19:6-7). O povo judeu nunca havia investigado a obra e as palavras do Senhor Jesus, mas seguiram ao pé da letra as palavras do Antigo Testamento, pensando que, contanto que a obra de Deus excedesse o escopo do Antigo Testamento, não a aceitariam. Eles preferiam perder a salvação de Deus do que perder a Bíblia. Assim como as palavras neste livro revelam: “Preferiram renunciar ao futuro e à oferta pelo pecado para condenar Jesus, que não Se adaptava à doutrina das Escrituras, à morte.”

Li Xuemei: Sim. Também há uma história registrada na Bíblia: o Senhor Jesus curou um cego no sábado, pelo qual os fariseus judeus negaram que o Senhor Jesus tinha vindo de Deus e O condenaram com as leis do Antigo Testamento. Quando aquele cego disse aos fariseus que havia sido o Senhor Jesus que restaurara sua vista, os fariseus disseram: “Este homem não é de Deus; pois não guarda o sábado” (João 9:16). E eles injuriaram o cego: “Discípulo dele és tu; nós porém, somos discípulos de Moisés. Sabemos que Deus falou a Moisés; mas quanto a este, não sabemos donde é” (João 9:28-29). A partir dessas duas passagens, podemos ver que o povo judeu só reconhecia e acreditava na Bíblia. Se a obra e palavras de Deus não estivessem registradas na Bíblia, eles não as reconheceriam ou aceitariam. Graças ao Senhor! A confusão que eu tive por muitos anos foi por fim resolvida.

Chen Jiajia: Graças ao Senhor! Agora entendo por que o povo judeu não reconheceu o Senhor Jesus como o Messias. Irmã Ke, este livro é de fato extraordinário, que resolve aquilo com o que estivemos confusas por muitos anos com apenas algumas palavras. O povo judeu havia esperado pela vinda do Messias todos os dias; mas quando o Messias realmente veio, eles não O conheceram e até O condenaram e resistiram a Ele. Vale a pena ponderar sobre isso e devemos considerar como uma advertência.

Li Xuemei: Sim, esta é realmente uma advertência para nós. Durante esses anos, o que temos falado mais na igreja é sobre a volta do Senhor Jesus. Agora, as profecias da volta Dele na Santa Bíblia foram cumpridas quase que na totalidade. E os sacerdotes e élderes com frequência pregam que o Senhor está às portas. Mas não Lhe demos as boas-vindas. O que realmente está acontecendo? Irmã Ke, o que o livro diz sobre este problema?

Ke Min: O livro, de fato, menciona isto. Vamos dar uma olhada nele: “Se o homem crê em Deus, deve seguir de perto as pegadas de Deus, passo a passo; deve ‘seguir o Cordeiro aonde quer que Ele vá’. Somente essas pessoas buscam o caminho verdadeiro, somente elas conhecem a obra do Espírito Santo” (de “A obra de Deus e a prática do homem”). “Por essa razão, uma vez que estamos buscando as pegadas de Deus, cabe a nós buscar a vontade de Deus, as palavras de Deus, as declarações de Deus, pois onde há novas palavras de Deus, a voz de Deus está ali, e onde há os passos de Deus, os feitos de Deus estão ali. Onde quer que haja a expressão de Deus, ali, Deus aparece, e onde quer que Deus apareça, ali, existem o caminho, a verdade e a vida. Na busca pelas pegadas de Deus vocês ignoraram as palavras de que ‘Deus é o caminho, a verdade e a vida’. Assim, mesmo quando recebem a verdade, muitas pessoas não acreditam que tenham encontrado as pegadas de Deus e muito menos reconhecem a aparição de Deus. Que erro gravíssimo! A aparição de Deus não pode ser acomodada às concepções do homem, e muito menos Deus irá aparecer por ordem do homem. Deus faz Suas escolhas próprias e tem Seus planos próprios quando realiza Sua obra; além disso, Ele tem Seus objetivos próprios e Seus métodos próprios. Qualquer que seja a obra que realiza, Ele não tem necessidade de discuti-la com o homem nem de buscar o conselho do homem, muito menos de informar a cada pessoa individualmente sobre Sua obra. Esse é o caráter de Deus que deve, mais ainda, ser reconhecido por todos. Se vocês desejam testemunhar a aparição de Deus, se desejam seguir as pegadas de Deus, então devem antes abandonar suas próprias concepções. Vocês não devem exigir que Deus faça isso ou aquilo e menos ainda você deve encerrá-Lo em seus limites próprios ou restringi-Lo às suas próprias concepções. Em vez disso, vocês precisam se perguntar como devem buscar as pegadas de Deus, como devem aceitar a aparição de Deus e como devem se submeter à nova obra de Deus; isso é o que deve ser feito pelo homem. Como o homem não é a verdade e não possui a verdade, ele deve buscar, aceitar e obedecer” (de “A aparição de Deus inaugurou uma nova era”).

Essas palavras apontam um caminho claro para saudarmos o Senhor: devemos ouvir com atenção às palavras e declarações de Deus com nosso coração. Se ouvirmos alguém pregando que o Senhor Jesus voltou ou que o Senhor declarou palavras em algum lugar, devemos buscar cuidadosamente e investigar com humildade. Apenas dessa forma podemos dar as boas-vindas ao Senhor. E ainda mais, essas palavras também nos dizem que devemos seguir de perto as pegadas de Deus passo a passo, buscar e obedecer, não importa como Deus faça Sua obra, e nunca cometer o mesmo erro que o povo judeu – definindo a Deus dentro de nossas próprias concepções e delimitando a obra Dele à Bíblia. O povo judeu ansiava pela vinda do Messias e mesmo assim pregou aquele que havia vindo, Jesus Salvador, à cruz; hoje, estamos ansiosos pelo retorno do Senhor Jesus, mas delimitaremos a Deus dentro da Bíblia e assim perderemos a oportunidade de saudá-Lo? Isso depende de nossa própria escolha.

Chen Jiajia: Graças ao Senhor! Agora entendo: para buscar as pegadas de Deus e dar as boas-vindas ao retorno do Senhor, não devemos confiar nas palavras limitadas na Bíblia ou em nossas próprias noções e concepções. Em vez disso, devemos ouvir com atenção à voz de Deus, porque onde estiver a expressão Dele, aí está a aparição de Deus. Esta é a forma mais precisa de mensurar Sua obra e o retorno do Senhor.

As três continuaram a comungar entre vivas e risos…

Por Liu Xin


Artigos relacionados:

Que iluminação você obtém de como os fariseus trataram as profecias do Messias

Os judeus ansiavam pela chegada do Messias, mas por que O resistiram quando veio?

Clique para ler mais

Contate-nos

Diante da proibição de reuniões da igreja durante o COVID-19, o que os cristãos devem fazer? Clique para se juntar a nós em nossas reuniões online.

Venha conversar com a gente! Converse conosco no WhatsApp
WhatsApp

Por favor, leia e concorde com a nossa política de privacidade abaixo para começar a conversar com a gente.

Você leu e concordou com a nossa política de privacidade?