Siga-nos

Relacionamento com Deus: Como ficar conectado a Deus em nossa vida agitada

Queridos irmãos e irmãs do Perguntas e Respostas Espirituais:

Sou um crente que acaba de aceitar a obra de Deus. Embora as reuniões de comunhão e as devoções diárias sejam muito importantes para um cristão, meu trabalho cansativo e exigente rouba todo o tempo que tenho. Ganho um bom dinheiro, mas sempre sinto o vazio e a vergonha. Como faço para equilibrar as devoções diárias e uma vida de trabalho agitada?

Xiao Dong

Trabalho ocupado, relacionamento com Deus


Caro Xiao Dong,

Como vai? Sua pergunta me incomoda há muito tempo também. Através da comunhão com irmãos e irmãs no Senhor e continuando a ler as palavras de Deus, comecei a conhecer as Suas intenções. Para equilibrar o trabalho e a fé e ter uma perspectiva adequada da obra, precisamos entender os dois pontos a seguir:

Ajamos de acordo com as palavras do Senhor Jesus e não seremos perdidos

Jesus disse, “Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que sai da boca de Deus” (Mateus 4:4). “Por isso vos digo: Não estejais ansiosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer, ou pelo que haveis de beber; nem, quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o alimento, e o corpo mais do que o vestuário? Olhai para as aves do céu, que não semeiam, nem ceifam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não valeis vós muito mais do que elas?” (Mateus 6:25-26). “Portanto, não vos inquieteis, dizendo: Que havemos de comer? ou: Que havemos de beber? ou: Com que nos havemos de vestir? (Pois a todas estas coisas os gentios procuram.) Porque vosso Pai celestial sabe que precisais de tudo isso” (Mateus 6:31-32).

A palavra de Deus de fato nos faz entender que tudo está em Seu controle, incluindo nossa vida e nosso trabalho. Enquanto confiarmos Nele e vivermos de acordo com Suas palavras, veremos Suas bênçãos. Como cristão, temos que fazer um julgamento sobre tudo, usando as Suas palavras e deixar que a palavra de Deus seja a base da nossa vida.

Todas as nossas necessidades materiais são fornecidas por Deus. A Bíblia conta a história do profeta Elias. Quando ele escondeu-se no riacho de Querite, Deus mandou que corvos levassem comida para ele. Então Elias não morreu de fome. Eu acho que todos nós temos essas experiências. Quando somos tocados pelo amor de Deus, nos dispomos a gastar para o Senhor. No começo, podemos nos preocupar com a falta de renda, mas com o passar do tempo, descobriremos que Deus deu mais do que precisamos. Neste momento, veremos que a graça de Deus é abundantemente suficiente,não temos muitos desejos extravagantes e nos sentimos relaxados.

De fato, nossa fé e trabalho não se contradizem. Como construímos um relacionamento normal com Deus no trabalho?

Reorientemos e veremos a mão de Deus em nosso trabalho

O Senhor Jesus disse: “Deus é Espírito, e é necessário que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade” (João 4:24). Deus é Espírito. Ele controla tudo. Podemos adorar a Deus e construir um relacionamento com Ele a qualquer momento e em qualquer lugar. Se nos concentrarmos em experimentar Suas palavras durante o trabalho, poderemos ver Suas maravilhosas ações em tudo e desfrutar de Sua companhia diária. Ele nos ajudará a resolver problemas e dificuldades e nos ensinará como ser uma pessoa honesta. Depois que ganhamos algumas verdades, podemos ter uma atitude positiva em relação ao trabalho diário, embora estejamos ocupados e fisicamente cansados.

Deixe-me compartilhar com você minha experiência real. No começo, eu achava que trabalho é trabalho e crença é crença. Estas duas coisas são totalmente não relacionadas. Somente nas reuniões da igreja posso verdadeiramente adorar a Deus. Eu trabalhava em um restaurante na época. Eu era super ocupado e haviam várias reuniões da igreja toda semana. Sempre senti falta de tempo e não tinha tempo para ler as palavras de Deus, quanto mais para experimentar as Suas palavras. Senti também que minhas horas de trabalho eram longas e tediosas. Uma irmã compartilhou comigo um parágrafo da palavra de Deus durante uma reunião: “Pois, a fim de andarmos no caminho de Deus, nós não podemos deixar passar nada com relação a nós mesmos, nem alguma coisa que aconteça ao nosso redor, nem mesmo as pequenas coisas. Não importa se achamos que devemos ou não prestar atenção nela, uma vez que alguma questão esteja nos confrontando, nós não devemos deixá-la passar. Tudo isso deve ser visto como um teste de Deus para nós. Como é esse tipo de atitude? Se você tem esse tipo de atitude, então, confirma-se um fato: o seu coração teme a Deus, e o seu coração está disposto a evitar o mal. Se você tem esse desejo de satisfazer a Deus, então, o que você coloca em prática, não está distante do padrão de temer a Deus e evitar o mal.

Há, muitas vezes, aqueles que acreditam que as questões nas quais as pessoas não prestam muita atenção, as questões que, geralmente, não são mencionadas são meramente insignificantes e não têm nada a ver com colocar a verdade em prática. Quando essas pessoas se deparam exatamente com essa questão, elas não dão muita atenção e a deixam passar. Mas, na realidade, essa questão é uma lição para a qual você deve estar estudando, uma lição sobre como temer a Deus, sobre como evitar o mal. Além disso, aquilo com o que você deve se preocupar mais é em saber o que Deus está fazendo quando essa questão surge para confrontá-lo. Deus está bem ao seu lado, observando cada uma de suas palavras e feitos, observando suas ações, suas mudanças de opinião – essa é a obra de Deus.”

Através da leitura das palavras de Deus e da comunhão com minhas irmãs, soube que precisava tratar as pessoas e trabalhar de acordo com as palavras de Deus. Todas as coisas que vemos, as pessoas que encontramos, o trabalho que fazemos são provações de graus variados dadas por Deus. Ele quer que tenhamos um coração temente a Ele e sigamos fielmente Suas palavras em todas as coisas. Eu não sabia como comungar com Deus no passado e também não sabia como colocar em prática as Suas palavras. Perdi tantas oportunidades para ganhar a verdade. Mas então, comecei a prestar atenção aos feitos de Deus e a experimentar Suas palavras no meu trabalho.

Uma vez, meu gerente me instruiu a adicionar mais itens diversos nas comandas dos clientes para que pudéssemos cobrar mais. Ao pensar nas palavras do Senhor, que diz: “Seja, porém, o vosso falar: Sim, sim; não, não; pois o que passa daí, vem do Maligno” (Mateus 5:37), soube que não deveria enganar os clientes, mas não quis ofender o meu gerente. Eu não queria que ele descontasse o meu bônus ou, pior ainda, me demitisse. Então percebi que isto era uma provação de Deus e que Ele estava ao meu lado, olhando para minha atitude. Orei a Deus: “Ó Deus! Disponho-me a abandonar minha carne para praticar a verdade. Não importa o quanto os outros me tratem, procurarei viver diante de Ti, construindo um relacionamento normal contigo, vivendo as Tuas palavras e praticando ser honesto. Ajudas-me.” Após orar, meu coração se acalmou. Embora não tenha feito o que o gerente me disse, agi de acordo com os requisitos de Deus e meu gerente não disse uma palavra nem me censurou. A partir disso, percebi que, ao praticar as palavras de Deus, podemos obter paz interior, algo que o dinheiro nunca pode comprar. Mais tarde, sempre me concentrei em praticar as palavras de Deus em minha vida profissional. Senti ter restaurado um relacionamento normal com Deus e meu trabalho não era mais entediante.

Para equilibrar a vida profissional e a fé, não precisamos sacrificar nada. Só precisamos seguir as palavras de Deus e deixá-las ser os princípios orientadores da nossa vida. Desta forma, você colherá liberdade, paz interior e bênçãos de Deus. Que Deus abençoe você!

Perguntas e Respostas Espirituais

Clique para ler mais

Contate-nos

Diante da proibição de reuniões da igreja durante o COVID-19, o que os cristãos devem fazer? Clique para se juntar a nós em nossas reuniões online.

Venha conversar com a gente! Converse conosco no WhatsApp
WhatsApp

Por favor, leia e concorde com a nossa política de privacidade abaixo para começar a conversar com a gente.

Você leu e concordou com a nossa política de privacidade?