Siga-nos

Qual é o verdadeiro significado da salvação?

Olá, irmãos e irmãs do Perguntas e Respostas Espirituais:

Como nós, crentes, sabemos, o Senhor Jesus realizou um estágio da obra de redenção para a humanidade. Os pastores e presbíteros pregam com frequência que estaremos salvos se aceitarmos o Senhor Jesus com a nossa boca e crermos Nele em nossos corações. Assim como diz a Bíblia: “Porque, se com a tua boca confessares a Jesus como Senhor, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, será salvo; pois é com o coração que se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação” (Romanos 10:9–10). Então, eles acreditam que, se aceitarmos o nome do Senhor, confessarmos e nos arrependermos, estaremos salvos. E, uma vez salvos, somos eternamente salvos. No entanto, recentemente, ouvi alguns irmãos e irmãs que escutaram sermões que diziam que crer no Senhor Jesus significa apenas receber a Sua redenção e o perdão dos pecados, mas não quer dizer alcançar a verdadeira salvação. Os irmãos e irmãs de nossa igreja costumam debater sobre o que é a verdadeira salvação, mas nós ainda não chegamos a uma conclusão. Portanto, eu ainda não compreendo essa questão e me pergunto qual o seu entendimento sobre o assunto. Aguardo ansiosamente a resposta!

Atenciosamente,
Kewang


Olá, Kewang:

A paz esteja com você! Graças ao Senhor! A questão que você levantou é crucial. É justo dizer que entender a verdade da salvação está relacionado à importante questão de se podemos ou não receber a salvação e entrar no reino celestial. Que o Senhor conduza nossa comunhão hoje.

O verdadeiro significado da salvação na Era da Lei

O verdadeiro significado da salvação na Era da Lei

Primeiro, vamos ver o que o Antigo Testamento diz sobre a salvação. “E há de ser que todo aquele que invocar o nome de Jeová será salvo” (Joel 2:32). “Sustenta-me, e serei salvo, e de contínuo terei respeito aos teus estatutos” (Salmos 119:117). Esses versículos nos mostram que, ser salvo na Era da Lei resultava de invocar o nome de Jeová e seguir as leis e mandamentos emitidos por Deus. Juntando a obra que Deus fez na Era da Lei e o resultado alcançado por ela, podemos entender melhor o real significado da salvação naquela era. Como sabemos, no princípio, quando Adão e Eva viviam no Jardim do Éden, a terra estava cheia de harmonia, sem corrupção ou conflito. E sob o cuidado e a proteção de Deus, eles viviam felizes. No entanto, quando desafiaram o comando de Deus e comeram da árvore do conhecimento do bem e do mal, os humanos tornaram-se pecadores. Depois que Adão e Eva foram expulsos do Jardim do Éden, a terra começou a se encher de violência. Por exemplo, Caim matou seu irmão Abel por inveja, mas ele não sabia que havia cometido pecado. Depois, a humanidade tornou-se cada vez mais corrompida e massacrou-se mutuamente, a tal ponto que seu mal e imoralidade atingiram o máximo. Então, Deus destruiu a humanidade com um dilúvio. Somente a família de oito pessoas de Noé foi agraciada diante de Jeová Deus e sobreviveu, pois Noé obedeceu e adorou a Deus, e, por isso, o homem continuou a existir e se desenvolver. Depois, no tempo de Ló, como o homem se tornou muito mal, corrupto e desleixado em sua natureza, adorou ídolos e espíritos malignos e cometeu assassinato, furto e roubo, Deus destruiu as cidades pecaminosas de Sodoma e Gomorra com o fogo do céu, e salvou apenas Ló e suas duas filhas. Se a humanidade continuasse assim, os homens seriam novamente destruídos por Deus e retornariam ao nada. Portanto, para salvá-los, Jeová Deus iniciou a obra da Era da Lei e proclamou as leis e mandamentos para restringir comportamento dos humanos e guiá-los a viver normalmente na terra. Se as pessoas observassem as leis de Deus, elas alcançariam as bênçãos Dele; se não, receberiam a punição apropriada. Por causa das leis e mandamentos, os israelitas gradualmente geraram corações tementes a Deus. Além disso, eles obtiveram o cuidado e a proteção de Deus por seguir essas leis e mandamentos. Naquela época, se as pessoas pecassem, elas poderiam fazer ofertas para expiação. Dessa forma, elas poderiam evitar a morte por serem perdoados dos pecados. Este é o verdadeiro significado da salvação na Era da Lei. Naquela época, os israelitas foram salvos por clamarem a Deus Jeová e seguirem as leis e mandamentos, mas isso não significa que foram salvos para sempre.

O verdadeiro significado da salvação na Era da Graça

O verdadeiro significado da salvação na Era da Graça

No final da Era da Lei, as pessoas estavam cada vez mais corrompidas por Satanás e viviam em pecado, por isso, falhavam na obediência às leis. Assim, embora as pessoas conhecessem as exigências de Jeová sobre a oferta de sacrifícios, como elas estavam violando muito as leis, que exigiam sacrifícios puros, as pessoas acabaram ficando sem sacrifícios e começaram a fazer oferendas indevidas a Deus, sacrificando animais coxos e cegos. Como resultado, elas estavam em perigo de serem punidas e sentenciados à morte por violar as leis. Então, de acordo com as necessidades da humanidade corrupta, Deus encarnou-se em pessoa para realizar Sua obra. Isto é, nosso Salvador, o Senhor Jesus veio à Terra para fazer a obra da redenção – servindo como oferta pelo pecado do homem e perdoando, assim, os pecados da humanidade, salvando o homem da lei e de sua condenação. Só assim, o homem poderia colocar-se diante de Deus para orar, comungar com Ele, desfrutar da graça abundante e da verdade concedidas pelo Senhor, e não ser mais condenado à morte pela lei por causa do pecado. Este é o verdadeiro significado da salvação na Era da Graça. Ou seja, este é o verdadeiro significado dessas palavras registradas na Bíblia, “Porque, se com a tua boca confessares a Jesus como Senhor, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, será salvo” (Romanos 10:9).

Ser salvo uma vez equivale a ser salvo para sempre?

Muitos irmãos e irmãs cristãos pensam que, se crermos no Senhor Jesus, seremos salvos e que, uma vez salvos, assim estaremos para sempre e, quando o Senhor voltar, seremos arrebatados para o reino celestial e cearemos com o Senhor. É fato que, se confessarmos e nos arrependermos através de nossa fé no Senhor Jesus, nossos pecados serão perdoados. No entanto, o Senhor Jesus absolveu apenas os pecados da humanidade, não sua natureza pecaminosa e seu caráter satânico. Assim, o homem ainda possui uma natureza satânica e vive no ciclo vicioso de pecar e confessar, incapaz de abandonar a escravidão e o controle da natureza pecaminosa ou escapar do domínio de Satanás. Por exemplo, diversas vezes mentimos e enganamos a Deus; ainda vivemos pelas filosofias de vida de Satanás, como “Cada um por si e o demônio fica por último”; nós nos aproveitamos uns do outros; por fama, status e benefício pessoal, competimos e nos matamos uns aos outros; somos egoístas, arrogantes e enganadores, e perdemos por completo a consciência e a razão da humanidade normal; quando nos deparamos com desastres naturais, provocados pelo homem, perseguições e tribulações, entendemos mal, culpamos e até traímos a Deus; embora crendo no Senhor há muitos anos, ainda temos a intenção de receber bênçãos; enquanto trabalhamos e nos gastamos, queremos fazer acordos com Deus; nós trabalhamos pelas coroas e pelas bênçãos do céu. Como não podemos guardar os mandamentos do Senhor, praticar Suas palavras ou ter um coração que tema a Deus, todos vivemos em pecado e sentimos uma dor insuportável. Assim como a Bíblia registra: “Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; com efeito o querer o bem está em mim, mas o efetuá-lo não está” (Romanos 7:18). Assim, podemos ver que, ao crer no Senhor, só temos nossos pecados absolvidos, mas nossa natureza pecaminosa não mudou e ainda cometemos pecados inadvertidamente. Indivíduos como nós podem ser chamados de pessoas que receberam a salvação? O Senhor Jesus disse: “Em verdade, em verdade vos digo que todo aquele que comete pecado é escravo do pecado. Ora, o escravo não fica para sempre na casa; o filho fica para sempre” (João 8:34–35). Com base nas palavras do Senhor, como ainda cometemos pecados com frequência, isso significa que somos servos do pecado. Se a raiz do nosso pecado não for resolvida, não alcançaremos a verdadeira salvação.

A que se refere a verdadeira salvação?

A que se refere a verdadeira salvação?

Vamos dar uma olhada no padrão para a entrada do homem no reino dos céus. O livro do Apocalipse profetizou: “E na sua boca não se achou engano; porque são irrepreensíveis” (Apocalipse 14:5). Isso nos diz que entrarão no reino de Deus as pessoas honestas que foram limpas de seus pecados. Contudo, nós ainda mentimos, nos envolvemos com coisas enganosas e cometemos pecados com frequência. Então, como podemos ser salvos para sempre por sermos salvos uma vez? Como poderemos entrar no reino de Deus no futuro? Então, como é possível ganhar a salvação? A que se refere a verdadeira salvação?

A Bíblia diz: “Que pelo poder de Deus sois guardados, mediante a fé, para a salvação que está preparada para se revelar no último tempo” (1 Pedro 1:5). “Porque já é tempo que comece o julgamento pela casa de Deus” (1 Pedro 4:17). O Senhor Jesus profetizou: “Ainda tenho muito que vos dizer; mas vós não o podeis suportar agora. Quando vier, porém, aquele, o Espírito da verdade, ele vos guiará a toda a verdade” (João 16:12–13). Esses versículos nos dizem que, embora salvos pela graça, ainda precisamos aceitar a salvação a ser revelada nos últimos dias. Isto é, nos últimos dias, o Senhor voltará para expressar todas as verdades que a humanidade precisa para ser purificada e salva, e realizar a obra de julgamento começando pela casa de Deus para resolver por completo o caráter satânico do homem, para que ele possa se livrar do pecado para alcançar a salvação total e, enfim, ser ganho por Deus. Só então deixaremos de crer em Deus para negociar com Ele ou para receber Suas bênçãos e graça. Em vez disso, acreditaremos em cumprir nosso dever como seres criados para adorar a Deus e para obter a verdade e a vida. Quando isso acontecer, nossos pontos de vista, perspectivas de vida e valores serão compatíveis com Deus, obteremos transformação em nosso caráter de vida, e assim nos tornaremos pessoas que obedecem, reverenciam e amam a Deus. Só então seremos verdadeiramente salvos. Assim como diz o Apocalipse: “Bem-aventurados aqueles que lavam as suas vestes [no sangue do Cordeiro] para que tenham direito à arvore da vida, e possam entrar na cidade pelas portas” (Apocalipse 22:14). Assim, apenas experimentando o julgamento e purificação de Deus dos últimos dias, rejeitando a obscura influência de Satanás, limpando e transformando nosso caráter de vida, rompendo com os controles e as restrições de nosso caráter satânico corrupto, nos tornando pessoas que praticam a verdade e reverenciam a Deus e deixando de pecar e resistir a Ele, poderemos ser salvos de verdade. Só assim, estaremos qualificados para entrar no reino de Deus e obter Sua promessa e Suas bênçãos.

Tudo o que foi dito acima é uma comunicação sobre a verdadeira salvação. Eu espero que isso possa te ajudar. Se você tiver alguma dúvida, por favor, escreva para nós e, então, poderemos nos comunicar e buscar a verdade juntas. Que Deus te abençoe!

Atenciosamente,

Wang Qiao do Perguntas e Respostas Espirituais


Leitura ampliada:

– Como podemos obter a salvação?

– Estudo sobre o juízo final: haverá salvação no juízo final?

– Uma vez salvos, estamos salvos para sempre?

Clique para ler mais

Contate-nos

Diante da proibição de reuniões da igreja durante o COVID-19, o que os cristãos devem fazer? Clique para se juntar a nós em nossas reuniões online.

Venha conversar com a gente! Converse conosco no WhatsApp
WhatsApp

Por favor, leia e concorde com a nossa política de privacidade abaixo para começar a conversar com a gente.

Você leu e concordou com a nossa política de privacidade?