Siga-nos

Como podemos participar das Bodas do Cordeiro

As dez virgens, Jesus está de volta

Certa manhã, estava lendo a Bíblia com minha prima: “Regozijemo-nos, e exultemos, e demos-lhe a glória; porque são chegadas as bodas do Cordeiro, e já a sua noiva se preparou, e foi-lhe permitido vestir-se de linho fino, resplandecente e puro; pois o linho fino são as obras justas dos santos. E disse-me: Escreve: Bem-aventurados aqueles que são chamados à ceia das bodas do Cordeiro. Disse-me ainda: Estas são as verdadeiras palavras de Deus” (Apocalipse 19:7-9).

Depois de terminar de ler, eu disse com alegria a minha prima: “Todos sabemos que esta é a visão que João teve sobre a volta do Senhor nos últimos dias. Agora já é o período dos últimos dias, o tempo quando o Senhor voltará novamente. Como cristãos, todos ansiamos por participar das bodas do Cordeiro, entrar no reino dos céus e viver junto com Deus. Para esse propósito, nos preparamos de modo sóbrio, frequentamos mais reuniões, orando de manhã e à noite todos os dias, trabalhando e mais pelo Senhor, e dando mais frutos. Dessa forma, seremos capazes de participar das bodas do Cordeiro quando o Senhor voltar. O que você me diz?”

“Hmm…”, minha prima hesitou por um momento e disse: “O que você acaba de dizer são as práticas comuns da maioria dos irmãos e irmãs. Mas creio que se quisermos participar das bodas do Cordeiro quando o Senhor voltar nos últimos dias, apenas fazer essas coisas não é o suficiente. O ponto mais crucial é dar as boas-vindas à manifestação de Deus de forma ativa e seguir de perto os passos do Cordeiro, assim como é dito em Apocalipse 14.4: ‘Estes são os que seguem o Cordeiro para onde quer que vá.’ Por falar nisso, lembro-me da parábola na Bíblia das virgens prudentes que vão às bodas: ‘Então o reino dos céus será semelhante a dez virgens que, tomando as suas lâmpadas, saíram ao encontro do noivo. Cinco delas eram insensatas, e cinco prudentes. Ora, as insensatas, tomando as lâmpadas, não levaram azeite consigo. As prudentes, porém, levaram azeite em suas vasilhas, juntamente com as lâmpadas. E tardando o noivo, cochilaram todas, e dormiram. Mas à meia-noite ouviu-se um grito: Eis o noivo! saí-lhe ao encontro! Então todas aquelas virgens se levantaram, e prepararam as suas lâmpadas. […] e as que estavam preparadas entraram com ele para as bodas, e fechou-se a porta’ (Mateus 25:1-7, 10). A partir desses versículos, podemos saber que o motivo pelo qual as virgens prudentes podem dar as boas-vindas ao noivo e participar das bodas do Cordeiro é porque, quando elas ouvem alguém clamar ‘Eis o noivo! saí-lhe ao encontro’, elas são ativas em sair e saudá-Lo, e seguem de perto os passos do Cordeiro. Além disso, elas se concentram em ouvir as palavras e declarações do Senhor. Então, se queremos participar das bodas do Cordeiro, também devemos prestar bastante atenção em ouvir as declarações de Deus.

“O Senhor Jesus disse certa vez: ‘As minhas ovelhas ouvem a minha voz’ (João 10:27). E é profetizado muitas vezes em Apocalipse, capítulos 2 e 3: ‘Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas.’ Apocalipse 3.20 também profetiza: ‘Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo.’ Além disso, uma passagem que li em um site evangélico diz: ‘Pois onde quer que haja novas palavras ditas por Deus, a voz de Deus está ali, e onde quer que haja passos de Deus, os feitos de Deus estão ali. Onde quer que haja a expressão de Deus, ali Deus aparece, e onde quer que Deus apareça, ali existem o caminho, a verdade e a vida’ (“A aparição de Deus inaugurou uma nova era”). É evidente a partir de todas essas palavras que, quando o Senhor voltar nos últimos dias, Ele falará novamente. Então, é muito importante concentrar-se em ouvir a voz de Deus. Somente se descobrirmos o que o Espírito Santo diz às igrejas e dermos as boas-vindas à volta do Senhor é que podemos ter a oportunidade de participar das bodas do Cordeiro e obter a salvação de Deus.”

Ouvi em silêncio e senti que, o que minha prima disse, fazia bastante sentido.

Então ela continuou: “Isso me lembra da época quando o Senhor Jesus fez Sua obra. Pessoas como Pedro, Filipe e Natanael, todos prestaram atenção em ouvir as palavras do Senhor, a partir de onde reconheceram que Ele era o Messias prometido e, assim, começaram a segui-Lo. Natanael, como sabemos, reconheceu a verdadeira identidade do Senhor porque Ele disse que o vira sob a figueira antes que Filipe o chamasse. Assim como a Bíblia registra: ‘Jesus, vendo Natanael aproximar-se dele, disse a seu respeito: Eis um verdadeiro israelita, em quem não há dolo! Perguntou-lhe Natanael: Donde me conheces? Respondeu-lhe Jesus: Antes que Felipe te chamasse, eu te vi, quando estavas debaixo da figueira. Respondeu-lhe Natanael: Rabi, tu és o Filho de Deus, tu és rei de Israel’ (João 1:47-49). Portanto, aqueles que ouvem com humildade as palavras de Deus são abençoados, e são os que seguem os passos Dele. Em contraste, aqueles sumos sacerdotes, escribas e fariseus que se apegaram à lei no templo, embora tivessem ouvido as palavras do Senhor Jesus e descoberto autoridade e poder nelas, não tiveram a intenção de buscar a verdade de jeito nenhum. Apesar dos fatos de que o Senhor Jesus acalmou o vento e as ondas com apenas uma palavra e tirou Lázaro de sua tumba depois dele estar morto por quatro dias, eles ainda resistiram e O condenaram com teimosia, e até O pregaram à cruz. No final, eles sofreram a maldição de Deus e perderam para sempre a oportunidade de dar as boas-vindas ao Messias. Então, nos últimos dias, não devemos cometer o mesmo erro dos fariseus, mas sim sermos como as virgens prudentes, como Pedro e Natanael, buscando e investigando ativamente, e concentrando-se em ouvir à voz de Deus. Quando ouvimos alguém espalhando as novas da volta do Senhor, devemos buscar com humildade para ver se o que ele prega é a manifestação e declarações de Deus. Assim que tivermos certeza de que isso são declarações do Espírito Santo, devemos seguir de imediato e então seremos capazes de participar das bodas do Cordeiro.”

As palavras de minha prima me deixaram muito animada e eu disse: “Graças ao Senhor! No fim das contas, também devemos buscar ativamente e concentrar-nos em ouvir as palavras e declarações de Deus se quisermos ser elevadas para diante de Seu trono e participar das bodas do Cordeiro quando o Senhor voltar. Apenas aqueles que puderem fazer isso são as virgens prudentes e os mais abençoados. O que você comungou está em completo acordo com a verdade. Mas ainda tenho uma pergunta: Como podemos reconhecer a voz de Deus?”

Minha prima respondeu: “O Senhor Jesus disse: ‘Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim’ (João 14:6). Pode-se ver aí que as palavras de Deus podem conceder ao homem a verdade, o caminho e a vida. Assim como quando o Senhor Jesus veio fazer a obra e falar, Suas palavras continham autoridade e poder e podiam trazer verdadeira provisão para a vida do homem e dar-lhe uma senda a seguir. Ele fez a obra de redenção e pregou a mensagem ‘Arrependei- vos, porque é chegado o reino dos céus’ (Mateus 4:17), e ensinou aos homens como tolerar e enfrentar, como sofrer e suportar a cruz e tudo o mais que constitui o caminho que o homem na Era da Graça deveria seguir. Se ponderarmos com cuidado as palavras ditas pelo Senhor, veremos que elas são todas verdades que podem mostrar ao homem uma senda de prática na nova era e permitir que o homem saiba como se conduzir na vida diária. Através dessas palavras, conseguimos entender a vontade de Deus e conhecer Seu caráter compassivo e amável. Além disso, o Senhor também revelou os mistérios do reino dos céus bem como as condições sob as quais entraremos. Com base nesses fatos, podemos ter certeza de que as palavras do Senhor Jesus são a voz de Deus, porque se não for por Ele, ninguém pode expressar essas verdades ou falar desses mistérios. Da mesma forma, quando o Senhor voltar para pronunciar Suas palavras, Ele nos trará mais verdades e revelará mais mistérios, assim como profetizado: ‘Ainda tenho muito que vos dizer; mas vós não o podeis suportar agora. Quando vier, porém, aquele, o Espírito da verdade, ele vos guiará a toda a verdade; porque não falará por si mesmo, mas dirá o que tiver ouvido, e vos anunciará as coisas vindouras’ (João 16:12-13).”

Ao ouvir isso, eu disse: “Depois de ouvir sua comunicação, tenho mais clareza nesse assunto. Você entende bastante mesmo.”

“Só aprendi isso depois de ler muitas passagens de comunhão com relação a esse aspecto em um site evangélico”, disse minha prima. “Se você quiser, posso lhe passar o site, e você pode visitá-lo a qualquer momento que quiser.”

“Sério?”, disse eu com alegria. “Isso seria ótimo!”

Então continuamos a comungar em meio a uma atmosfera agradável…

Por Ningchen

Clique para ler mais

Contate-nos

Diante da proibição de reuniões da igreja durante o COVID-19, o que os cristãos devem fazer? Clique para se juntar a nós em nossas reuniões online.

Venha conversar com a gente! Converse conosco no WhatsApp
WhatsApp

Por favor, leia e concorde com a nossa política de privacidade abaixo para começar a conversar com a gente.

Você leu e concordou com a nossa política de privacidade?