Menu

O significado do arco-íris como sinal da aliança entre Deus e o homem

Enquanto eu olhava pela janela do carro, vi um arco-íris aparecer no céu. Tinha acabado de chover. Isso me lembrou da história do dilúvio que destruiu a Terra no tempo de Noé, e que Deus usou um arco-íris para fazer Sua aliança com o homem.

Em Gênesis 6:13, Deus disse: “O fim de toda carne é chegado perante mim; porque a terra está cheia da violência dos homens; eis que os destruirei juntamente com a terra.” Quando li este verso pela primeira vez, tudo o que eu sabia era que, no tempo de Noé, as pessoas eram pecadoras, sexualmente imorais e corruptas. Assim, Deus teve que destruir a Terra com as águas do dilúvio. Entretanto, somente Noé adorou a Deus; sua família de oito construiu a arca de acordo com as instruções Dele, e acabaram por sobreviver ao dilúvio. Mais tarde, li as palavras de Deus em Gênesis 9:11-13: “Sim, estabeleço o meu pacto convosco; não será mais destruída toda a carne pelas águas do dilúvio; e não haverá mais dilúvio, para destruir a terra. E disse Deus: Este é o sinal do pacto que firmo entre mim e vós e todo ser vivente que está convosco, por gerações perpétuas: O meu arco tenho posto nas nuvens, e ele será por sinal de haver um pacto entre mim e a terra. ” Fiquei confusa e me perguntei o porquê de o arco-íris ter sido usado como sinal da aliança e qual seria a intenção por trás dessa aliança entre Deus e o homem. Um dia, eu li dois parágrafos de um livro que tocou meu coração, o que me revelou mais a respeito do porquê Deus usou o arco-íris para estabelecer Sua aliança com o homem.

O significado do arco-íris como sinal da aliança entre Deus e o homem

Diz: “Originalmente, Deus criou uma humanidade que a Seus olhos era muito boa e próxima a Ele, mas ela foi destruída pelo dilúvio depois de se rebelar contra Ele. Deus sofreu porque essa humanidade desapareceu assim num instante? Claro que sim! Então, qual foi a expressão dessa dor? Como foi registrado na Bíblia? Foi registrado na Bíblia nestas palavras: ‘Sim, estabeleço o Meu pacto convosco; não será mais destruída toda a carne pelas águas do dilúvio; e não haverá mais dilúvio, para destruir a terra’. Essa simples frase revela os pensamentos de Deus. Essa destruição do mundo doeu muito Nele. Nas palavras do homem, Ele ficou muito triste”.

A destruição do mundo, nessa época, foi algo que Deus queria? Definitivamente não era o que Deus queria. Talvez sejamos capazes de imaginar uma pequena parte da visão lamentável da terra após a destruição do mundo, mas não podemos chegar perto de imaginar como era a cena na época aos olhos de Deus. Podemos dizer que, quer sejam as pessoas de agora ou de antes, ninguém é capaz de imaginar ou apreciar o que Deus estava sentindo quando viu aquela cena, aquela imagem do mundo após sua destruição pelo dilúvio. Deus foi forçado a fazer isso devido à desobediência do homem, mas a dor sofrida pelo coração de Deus a partir dessa destruição do mundo pelo dilúvio é uma realidade que ninguém consegue imaginar ou avaliar. Foi por isso que Deus fez uma aliança com a humanidade, pela qual almejava dizer às pessoas que lembrassem que Deus uma vez fez algo assim, e jurar para elas que Ele nunca mais destruiria o mundo dessa maneira. Nessa aliança, vemos o coração de Deus — vemos que o coração de Deus estava sentindo dor quando Ele destruiu essa humanidade. Na linguagem do homem, quando Deus destruiu a humanidade e viu a humanidade desaparecer, Seu coração estava chorando e sangrando” (“A obra de Deus, o caráter de Deus e o Próprio Deus I”).

Antes de ler essas palavras, sempre imaginei que as pessoas no tempo de Noé eram más e corruptas, então, por causa da cólera e da ira de Deus contra o homem, pensei que Ele ficaria feliz quando destruísse a humanidade. Porém, percebi que estava totalmente enganada após de ler isso. A essência de Deus é o amor. Ele ficou extremamente magoado quando viu que a humanidade tinha sido destruída pelo dilúvio. Ele não estava disposto a destruir Sua criação, que criou com Suas próprias mãos. Portanto, Deus ordenou a Noé que construísse uma arca e anunciasse a vinda do dilúvio. Por mais de 100 anos, Deus deu a chance para que os humanos se arrependessem, período em que a arca estava sendo construída por Noé. Desde que os homens se arrependessem, Ele permitiria que continuassem a viver. Entretanto, independentemente de como Deus lembrou e exortou os homens, ninguém estava disposto a aceitar a boa intenção Dele e se arrepender. Eles não acreditaram que o dilúvio fosse acontecer e até mesmo zombaram de Noé e da sua família por seguirem o comando de Deus para construir a arca. O caráter de Deus é justo e santo, e Ele não permitiu que qualquer imundice ou corrupção permanecessem. Por fim, Ele precisou destruir aqueles que eram corruptos e maus e que não haviam se arrependido.

Quando Deus viu que a Terra inteira estava coberta com água, sem mais florestas e respiração humana, Ele se entristeceu. Mesmo com esse coração triste, Deus ainda se importou com a humanidade. Como um sinal para advertir os seres humanos a não praticarem o mal, Ele firmou Sua aliança com o homem usando o arco-íris e jurou que jamais destruiria a humanidade com um dilúvio outra vez. Como está escrito em um livro: “Na superfície, Deus fez algo fácil ao Se despedir da humanidade como era então, resolvendo a questão do passado e conduzindo a um final perfeito Sua destruição do mundo pelo dilúvio. No entanto, Deus enterrou a dor desse momento bem fundo, dentro do coração. Numa época em que não tinha ninguém em quem confiar, Deus fez uma aliança com a humanidade, dizendo-lhe que não destruiria o mundo com um dilúvio novamente. Quando apareceu um arco-íris, foi para lembrar as pessoas de que aquela coisa aconteceu e para aconselhá-las a evitar o mal. Mesmo em um estado tão doloroso, Deus não Se esqueceu da humanidade e ainda mostrou tanta preocupação por ela. Isso não é o amor, o altruísmo de Deus?” (“A obra de Deus, o caráter de Deus e o Próprio Deus I”)

Sim, este é o amor incondicional de Deus. Ele manteve toda a dor provocada pela destruição dos humanos no fundo do Seu coração, cuidou dessa humanidade e guiou a vida de Noé e de sua família na Terra. Deus oferta Seu cuidado definitivo aos humanos e Seu amor para com eles é real e verdadeiro. Portanto, desde que a aliança foi estabelecida, de Noé até agora, nunca mais aconteceu outro dilúvio. Deus é fiel e nunca quebrará Suas promessas. Essa é a prova da Sua autoridade, conforme diz a palavras de Deus: “Deus é tão fiel quanto a Sua palavra e Sua palavra será realizada, e o que é realizado dura para sempre”. Desde então, o arco-íris tem aparecido após as chuvas, e isso nos lembra que Deus nunca mais destruirá a humanidade com uma inundação, e a partir disso eu sinto o amor de Deus e como Ele cuida dos seres humanos e os estima.

O som da sirene de um carro me despertou. Havia mais e mais carros e pessoas na rua. Outra vez, eu me perdi em meus pensamentos: nos dias de hoje, pessoas são ainda mais corruptas do que as que viveram no tempo de Noé. O Senhor Jesus disse: “Pois como foi dito nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do homem. Porquanto, assim como nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca, e não o perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos; assim será também a vinda do Filho do homem” (Mateus 24:37-39). Essa é uma profecia sobre a segunda vinda de Cristo nos últimos dias. Observando aqueles que apreciam a vida mundana, são sexualmente imorais e veneram o mal, cada palavra e ação suas vão de encontro ao que é certo, e eles não estão interessados em coisas positivas. Todos são gananciosos e egoístas, além de competirem entre si com malícia, traição. Até mesmo pais e irmãos ficam uns contra os outros em prol de seus próprios benefícios. Ademais, o coração das pessoas está repleto de heresias que negam e resistem a Deus, além de não acreditarem que Ele retornou. Como Deus tratará esse tipo de pessoa?

Quando Noé anunciou primeiramente que Deus destruiria o mundo com uma inundação, Deus ofereceu à humanidade uma oportunidade de arrependimento, porém ninguém acreditou nele. Por causa de sua natureza corrompida e rebelde, Deus finalmente os destruiu com o dilúvio. Do mesmo modo, Deus odeia o comportamento de maldade dos humanos hoje em dia, mas Ele também é misericordioso com o homem. Assim, Deus nos dá a oportunidade do arrependimento, trazendo-nos o evangelho eterno nos últimos dias. Ele fala conosco e nos resgata da corrupção. Como está escrito em Apocalipse 14:6: “E vi outro anjo voando pelo meio do céu, e tinha um evangelho eterno para proclamar aos que habitam sobre a terra e a toda nação, e tribo, e língua, e povo.” E como está escrito em João 16:12-13: “Ainda tenho muito que vos dizer; mas vós não o podeis suportar agora. Quando vier, porém, aquele, o Espírito da verdade, ele vos guiará a toda a verdade; porque não falará por si mesmo, mas dirá o que tiver ouvido, e vos anunciará as coisas vindouras.

Embora sejamos maus e corruptos, Deus continua a realizar Sua obra de salvação da humanidade com todas as verdades que nós precisamos a fim de sermos salvos nos últimos dias. Então, como respondemos àqueles que compartilham o evangelho do reino conosco? Seremos iguais àqueles do tempo de Noé, obstinados e impenitentes? Nosso Senhor Jesus disse: “Bem-aventurados os humildes de espírito, porque deles é o reino dos céus” (Mateus 5:3). “As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu as conheço, e elas me seguem” (João 10:27). Quando ouvimos o evangelho do reino ser anunciado, nós devemos ser humildes e buscar com uma mente aberta, ouvindo a voz de Deus atentamente e deixando que Sua palavra nos guie, que essa palavra seja o fundamento da nossa existência, jamais buscando as tendências malignas deste mundo. Deveríamos nos abster de todas as coisas negativas e viver na luz de Deus para sempre. Esta é a escolha certa a ser feita.

Enquanto eu parava de pensar e olhava para o céu outra vez, o arco-íris ainda estava lá, e meu coração estava repleto de gratidão a Deus. Orei silenciosamente em meu coração: “Deus, estou disposto a me arrepender, quando alguém anunciar o evangelho da Tua segunda vinda a mim, eu escutarei a Tua voz e seguirei os Teus passos.”

Por Liu Fang

Tradução:Alan Dalles

Leia mais:

Os sinais da volta de Jesus já se cumpriram

Como será a volta de Jesus?

O mundo é afligido por catástrofes: quando será o arrebatamento?

Contate-nos

Esperas ansiosamente pela aparição do Senhor? Como o Senhor aparecerá? Como devemos acolher a Sua aparição? Convidamos-lhe sinceramente a juntar-se a nós na nossa reunião online para conversar sobre esse tópico connosco.