Siga-nos

A obra dos apóstolos pode representar a obra de Deus?

A manifestação dos apóstolos

Algumas pessoas definem apóstolos como pessoas que assumem uma missão e divulgam a salvação do Senhor. Se estudarmos a Bíblia com cuidado, encontraremos com facilidade que aqueles que serviam a Deus no Antigo Testamento eram chamados de sacerdotes ou profetas em vez de apóstolos, e que a palavra “apóstolos” apareceu pela primeira vez no Novo Testamento.

Na Era da Graça, quando o Senhor Jesus estava fazendo a obra de redenção, Ele selecionou os doze discípulos. Ele os liderou, regou e pastoreou pessoalmente, e os levou a toda parte para divulgar o evangelho do reino dos céus. Sob a liderança do Senhor Jesus, os discípulos pouco a pouco ganharam algum conhecimento de Sua obra e palavras, e tiveram a certeza de que Ele era o Messias vindouro. Depois que o Senhor Jesus foi crucificado e ressuscitado, Ele apareceu aos discípulos por quarenta dias, e os ordenou a divulgar Seu evangelho de redimir a humanidade para todo o mundo, de modo que todos pudessem ganhar Sua salvação. Como eles aceitaram a comissão do Senhor Jesus, divulgaram Sua salvação em todo lugar; esses discípulos, mais tarde, foram chamados de apóstolos.

A obra dos apóstolos

A obra dos apóstolos era divulgar o evangelho do Senhor Jesus, estabelecer igrejas, suportar, regar e pastorear os crentes, e fazer o máximo para concluir a comissão de Deus.

Em retrospecto, quando o Senhor Jesus enviou Seus apóstolos a todas as nações e lugares para pregar o evangelho, o Espírito Santo estava sempre com eles, então, não importava aonde fossem, havia muitas pessoas que retornavam ao Senhor. Desse modo, quando Pedro e outros apóstolos divulgavam o evangelho em Jerusalém, o Espírito Santo realizava Sua grande obra. Como resultado, muitas pessoas foram tocadas após ouvir o que os apóstolos pregavam, e estavam dispostas a serem batizadas e voltar ao Senhor Jesus. Naquela época, cerca de três mil pessoas aceitaram a obra do Senhor Jesus. Depois disso, os apóstolos partiram e foram para a Ásia, Europa, África, América e outros lugares para pregar o evangelho. Agora, o evangelho do Senhor Jesus se espalhou até os confins da terra, alcançou todos os lares e se tornou um nome de familiar.


Será que a obra dos apóstolos pode representar a obra de Deus?

Cada vez que lemos as escrituras que registram que os apóstolos não tinham medo da perseguição do poder vigente, estabeleceram igrejas por todo lugar, regaram e pastorearam os crentes e, finalmente, sacrificaram suas vidas pelo Senhor a fim de divulgar Seu evangelho, não podemos evitar admirá-los e elogiá-los, e também tomá-los como nossos modelos e estarmos dispostos a seguir seu exemplo. Entretanto, algumas pessoas pensam que, como a obra dos apóstolos teve a orientação do Espírito Santo e veio de Deus, ela representa a obra de Deus. Esta visão está correta?

Há uma passagem em um livro que diz: “A própria obra de Deus é liderar a era inteira; a obra dos homens que são usados é liderar todos os seguidores de Deus, sendo enviados ou recebendo incumbências relacionadas à própria obra de Deus, e esses homens são os que colaboram com a obra de Deus […]. A obra do Próprio Deus envolve a obra de toda a humanidade e também representa a obra da era inteira, o que significa que a própria obra de Deus representa cada dinâmica e tendência da obra do Espírito Santo, enquanto a obra dos apóstolos vem depois dela e segue dela, e ela não lidera a era nem representa tendências da obra do Espírito Santo numa era inteira. Eles realizam apenas a obra que o homem deve realizar, sem nenhuma relação com a obra de gestão. A própria obra de Deus é o projeto dentro da obra de gestão. A obra do homem é apenas o dever dos homens que são usados e não tem qualquer relação com a obra de gestão. Devido às diferentes identidades e representações da obra, embora ambas sejam obra do Espírito Santo, há diferenças claras e substanciais entre a própria obra de Deus e a obra do homem” (de “A obra de Deus e a obra do homem”).

A partir dessa passagem, entendemos que a obra que Deus faz é conduzir a uma nova era e finalizar a era antiga, o que mostra ao homem uma nova direção. Assim como quando o Senhor Jesus veio, Ele iniciou a Era da Graça e concluiu a Era da Lei. Ele pregou o caminho do arrependimento e então batizou pessoas, curou os doentes e expeliu demônios. No final, toda a humanidade foi perdoada de seus pecados e redimida. Entretanto, a obra dos apóstolos foi apenas realizar a obra confiada pelo Senhor Jesus, e eles não puderam iniciar a Era da Graça nem concluir a Era da Lei. Por exemplo, foi apenas após o Senhor Jesus ter concluído a obra de redenção e ter ressuscitado e retornado aos céus que Pedro, João, Tiago e Paulo puderam divulgar e testificar de Seu evangelho a todas as nações e terras, estabelecer igrejas, pastorear e regar os crentes. O conteúdo de sua obra foi divulgar e ser testemunhas das palavras e obras do Senhor, conduzir o homem a vir diante Dele e carregar seu fardo de escrever cartas e comungar sobre a verdade para resolver os problemas nas igrejas e as situações dos irmãos e irmãs. Essa foi a obra e os deveres dos apóstolos. A obra que eles fizeram foi apenas cumprir os deveres do homem e podem servir apenas como orientação, suporte e assistência com relação à entrada do homem para a vida. Por exemplo, eles podiam apontar algumas formas de praticar durante o crescimento na vida espiritual para que os crentes usassem, seguissem e entrassem nela, facilitando assim que os crentes entendessem a verdade e conhecessem o que Deus tem e é. A partir disso, podemos ver que a obra dos apóstolos não representa a obra de Deus.

Conclusão

Os apóstolos eram simplesmente pessoas que trabalhavam para Deus, e não encarnações Dele. Apenas Deus encarnado pode fazer a obra completa de salvação do homem, e apenas Suas palavras podem nos prover vida, apontar as sendas práticas para que caminhemos e nos trazer uma nova direção. Não importa o quanto elogiemos os apóstolos que devotaram tudo para pregar o evangelho do Senhor, não podemos dizer que a obra deles pode representar a obra de Deus, nem podemos tratá-los como a Deus. Se o fizermos, isso é resistir e blasfemar contra Deus. A obra Dele somente pode ser realizada por Ele mesmo; ninguém pode substituí-Lo, nem mesmo os apóstolos. Assim é como nós crentes em Deus devemos entender no mínimo.

Por Liu Yun


Artigos relacionados:

Reflexão do Evangelho – Você é Tomé ou Pedro?

Palavras de Jesus aos Seus discípulos depois da Sua ressurreição

Clique para ler mais

Contate-nos

Diante da proibição de reuniões da igreja durante o COVID-19, o que os cristãos devem fazer? Clique para se juntar a nós em nossas reuniões online.

Venha conversar com a gente! Converse conosco no WhatsApp
WhatsApp

Por favor, leia e concorde com a nossa política de privacidade abaixo para começar a conversar com a gente.

Você leu e concordou com a nossa política de privacidade?