Menu

Finalmente escapei da vida dolorosa de ser escravo do dinheiro

Certa vez, quando um de meus clientes regulares me viu, disse, “Nossa, você parece estar muito diferente agora. No passado, você trabalhava dia e noite para ganhar dinheiro, e parecia sem espírito. Mas agora, toda a sua atitude mental mudou e está completamente diferente de antes. Como você fez isso?” Quando ouvi essa palavras, dei graças a Deus de coração, e as lágrimas caíram livremente em minha face. Cena após cena dos dias passados vieram à minha mente...

Tentando deixar a pobreza.

Meus pais eram sem instrução e não tinham habilidades de mão-de-obra, então vivemos uma vida difícil quando eu era pequena. Devido à pobreza, minhas roupas normalmente eram cheias de remendas, e meus colegas de classe sempre riam e me ridicularizavam, o que me trouxe muitas feridas ao meu coração jovem. Para alimentar nossa família, meu pai trabalhava com frequência dirigindo o bicicleta-táxi; minha mãe vendia tofu desde manhã cedo até tarde da noite no inverno quando a temperatura estava vinte graus abaixo de zero e com frequência ela ficava azul e preta com frio no corpo todo, mas ainda assim ela não conseguia ganhar muito dinheiro. Devido ao dinheiro, eles sempre faziam cara de preocupação e suspiravam em desespero. Vendo tudo isso, eu me sentia tão mal, e disse a mim mesma: quando crescer, vou estar acima dos outros, ganhar muito dinheiro, e lhes dar uma vida melhor.

Após a formatura do ensino médio, eu deixei minha casa para trabalhar. Eu trabalhava como lavadora de pratos, uma garçonete em um restaurante, e depois me tornei uma empregada em uma fábrica de sapatos. Para ganhar mais dinheiro lá, eu trabalhava horas extra todos os dias, às vezes até 15 ou 16 horas. Durante o tempo de trabalho, eu ficava exposta à cola tóxica e a fábrica era mal ventilada, então após certo período, comecei a me sentir tonta e havia algo errado com meu senso de cheiro, mas pelo dinheiro, eu ainda rangia os dentes para perseverar. Além disso, eu comia e me vestia de maneira simples para economizar. Contudo, ainda assim, eu não tinha muito dinheiro guardado até o fim do ano. Contando o dinheiro que eu tinha, fiquei ansiosa: se eu continuar desse jeito, quando vou conseguir ter uma vida superior à dos outros?

Justamente quando eu sentia que meu futuro era desolador, por casualidade, vi uma escola técnica que estava aceitando novas pessoas para treinar, e eu me inscrevi em aulas para aprender massagem. Através de estudar duro, me tornei uma massagista profissional e então trabalhei em um grande salão de massagem. Haviam muitos empregados no salão, então a competição era acirrada. Para manter meus clientes, eu tinha que massagear cada um deles com toda a minha força. Como eu era magra e fraca, algumas vezes no final do dia eu já estava exausta demais para levantar meu braço ou dar a volta. Mas, para ganhar mais dinheiro, eu nunca perdi um dia de trabalho. Além disso, enquanto meus colegas não queriam trabalhar quando eu não estava, eu sempre cobria os seus turnos, e apesar de ser à meia-noite, eu não perdia um só cliente. Devido ao longo período de privação do sono e dietas irregulares, fiquei com gastroenterite e sempre sentia dor no meu peito ao respirar. Algumas vezes, minhas mãos doíam tanto que eu nem conseguia segurar os pauzinhos quando queria comer, e às vezes eu doía tanto no corpo inteiro que eu não conseguia dormir. Todas essas doenças e dores me fizeram sofrer um tanto indescritível. Mas só de pensar que a acumulação de dinheiro na minha conta do banco estava aumentando a cada mês, então era como se eu conseguisse ver uma vida feliz mais próxima de mim, eu ainda estava feliz no meu coração e sentia que tudo valia a pena.

Devido a trabalhar de dia e de noite daquele jeito, finalmente economizei certo dinheiro. Gradativamente, frequentei salões de beleza, restaurantes da moda, e até comprei algumas roupas e bolsas de marcas famosas para mim mesma. Eu vivia uma vida onde eu estava acima dos outros como eu queria, e minha mãe não precisava batalhar mais. Quando fui para casa visitar meus familiares e amigos, todos me admiravam e olhavam para mim com respeito, o que fez com que eu me sentisse especialmente orgulhosa. Depois, quando vi que alguns deles haviam comprado casas e carros na cidade, eu não estava disposta a ficar para trás e também comprei uma nova casa lá. Finalmente, então, meus anos de trabalho duro valeram a pena – eu tinha uma vida material superior e o respeito e admiração dos outros. Isto me tornou mais confiante na crença de que o dinheiro funciona e que sem ele não é possível fazer nada.

Anos mais tarde, eu replantei meu futuro e decidi gerenciar um pequeno negócio em minha cidade natal com meu dinheiro guardado. Mas então minha mãe me disse que todo o meu dinheiro guardado tinha sido perdido em um negócio em que ela tinha investido com seus amigos. Essa notícia me atingiu como um trovão em um céu limpo – a ponto de eu querer morrer. Interiormente, eu reclamei sobre minha mãe repetidamente. “Anos do meu dinheiro guardado com dureza, cano abaixo; o que eu faço no futuro? Sem dinheiro, como sobreviverei?” Naquele período, eu não queria comer nem conversar. Me sentia muito deprimida e angustiada no meu coração. Minha mãe, que era extrovertida, também sofreu cruelmente nessa questão, e se tornou reticente. Após um período de desânimo, decidi me levantar de onde tinha caído. Encorajei a mim mesma: “Enquanto os montes verdes durarem, sempre haverá madeira para queimar. Ainda sou jovem; com certeza vou conseguir meu dinheiro de volta!” Desde então, trabalhei mais duro do que antes, e nem retornei à casa por dois anos com medo de que visitar meu lar me impediria de ganhar dinheiro.

No vórtice do dinheiro, a salvação de Deus veio a mim

Um dia, minha mãe me ligou para me dizer com prazer que ela tinha boas notícias para mim, e pediu que eu retornasse a casa. Portanto, pedi ao meu chefe um mês de ausência. Quando cheguei em casa, descobri que minha mãe parecia ter se transformado em outra pessoa: ela sorria mais, tinha uma atitude positiva com as coisas, e tinha um percepção mental melhor. Fiquei curiosa sobre como ela teve uma mudança tão grande em dois anos. Quando lhe perguntei, ela me disse que havia aceitado o evangelho do reino de Deus; foram as Suas palavras que a transformaram.

No segundo dia, as irmãs da igreja vieram anunciar o evangelho para mim. Elas me disseram: “Deus criou os céus, a terra, todas as coisas, e nós humanos. Tudo que aproveitamos é dado por Deus. No princípio, Deus estabeleceu nossos ancestrais, Adão e Eva, no Jardim do Éden, e eles viviam uma vida sem preocupações. Mas depois, eles foram seduzidos e corrompidos por Satanás e, portanto, expulsos do jardim por Deus. Desde então, nós humanos suamos e trabalhamos para providenciar para nossas famílias. Devido ao fato de que nossos corações se distanciaram de Deus, e por vivermos sob o engano e corrupção de Satanás, não sabemos como viver uma vida valorosa e significativa, mas só queremos buscar dinheiro e desejos carnais. Portanto, todas as pessoas hoje têm uma vida cansativa e miserável. Na verdade, a quantidade de dinheiro que uma pessoa possui na vida está sob a soberania e os arranjos de Deus.” Após ouvir sua comunhão, eu pensei que era muito claro e razoável. Eu ouvia minha mãe dizer, “O destino humano é ordenado pelo Céu,” então eu também cria que havia um Deus que regia nosso destino. E, pensei comigo mesma: meu sonho era ganhar mais dinheiro para ter uma vida feliz e eu trabalhei duro para alcançar isso o tempo todo. Mas só porque minha mãe fez um investimento errado, minha vida voltou à estaca zero novamente. Isto me fez ver que realmente não podemos controlar nosso destino. Antes delas irem embora, me deram uma cópia de “A Palavra manifesta em carne”, dizendo para que eu lesse mais, e orasse a Deus não importa o que acontecesse.

Naquele período de tempo, minha mãe me guiou lendo as palavras de Deus e me ensinando a cantar os hinos todos os dias. Este tipo de vida era realmente prazeroso, e eu podia sempre me sentir firme e em paz em meu espírito. Então, disse à minha mãe que ela cresse vigorosamente em Deus. Mas eu, que ainda era jovem, queria ganhar dinheiro primeiro, e depois com certeza creria em Deus com ela. Um mês passou rapidamente, e eu tive que continuar ocupada com o trabalho como uma abelha. Já que eu não entendia as verdades o suficiente e sempre queria voltar ao dinheiro que os outros tinham tirado de minha mãe, gradativamente, eu coloquei minha crença em Deus para trás na minha mente. Uma manhã, acordei e senti uma dor aguda no meu braço esquerdo; descobri que não podia movê-lo de jeito nenhum, nem podia mover meus dedos esquerdos ou endireitar meu dedão. Fiquei assustada e corri visitando médicos em todos os hospitais na cidade, grande ou pequeno. Mas, minha doença não melhorou. A dor ficou me incomodando o tempo todo, causando com que eu não conseguisse dormir à noite, mas só conseguia andar pros dois lados até o dia nascer. Sem outra escolha, tive que parar meu trabalho e voltar à casa para descansar por um tempo.

Retornei à casa e no momento em que vi minha mãe, eu chorei. Lhe perguntei: e se eu ficar descapacitada para o resto de minha vida? Como vou ganhar dinheiro? Ouvindo-me dizer isso, ela chorou com o coração partido, e me disse, “Filha, tudo isto é devido ao dinheiro. Para ganhar dinheiro e viver uma vida melhor, eu investi seu dinheiro guardado com esforço, mas como resultado, quase nos arruinei financeiramente. Você trabalhou duro esses anos para ganhar mais dinheiro, mas no fim você ficou com várias doenças tão jovem. Na verdade, o dinheiro é só uma isca de Satanás para nos roubar na busca por riqueza para nos fazer mal.”

As palavras de Deus revelaram minhas visões errôneas sobre a busca

Minha mãe leu uma passagem das palavras de Deus para mim: “‘O dinheiro faz o mundo girar’ é uma filosofia de Satanás, e ela prevalece em meio à humanidade inteira, em cada sociedade humana. Você pode dizer que é uma tendência porque foi incutida no coração de cada pessoa. Nos primórdios, as pessoas não aceitavam esse dito, mas então o aceitaram tacitamente quando entraram em contato com a vida real e começaram a sentir que essas palavras eram realmente verdadeiras. Isso não é um processo de Satanás corromper o homem? […] Algo é revelado através do caráter humano das pessoas neste mundo, incluindo cada um de vocês. Como essa coisa que é revelada deve ser interpretada? É o culto ao dinheiro. É difícil remover isso do coração de alguém? É muito difícil! Parece que a corrupção do homem por Satanás é de fato profunda! Assim, depois que Satanás usa essa tendência para corromper as pessoas, como ela se manifesta nelas? Vocês não sentem que não poderiam sobreviver neste mundo sem qualquer dinheiro, que mesmo um dia sem dinheiro seria impossível? O status das pessoas está baseado em quanto dinheiro elas têm, e o mesmo vale para o respeito que exigem. As costas do pobre estão curvadas de vergonha, enquanto os ricos desfrutam do seu status elevado. Eles assumem uma postura ereta e altiva, falam alto e vivem com arrogância. O que esse dito e essa tendência trazem às pessoas? Não é verdade que muitas pessoas fazem qualquer sacrifício na busca de dinheiro? Muitas pessoas não perdem sua dignidade e integridade na busca de mais dinheiro?

Após ler as palavras de Deus e pensar sobre a comunhão com minha mãe mais cedo naquela tarde, finalmente compreendi por que eu vivia em tanta dor. Era tudo porque eu havia aceitado as filosofias e teorias de Satanás – “O dinheiro faz o mundo girar” e “O dinheiro não é tudo, mas sem ele não é possível fazer nada” – como minhas leis de sobrevivência; eu pensava que não podia viver sem dinheiro – com o dinheiro eu podia comer bem e me vestir bem, e só quando o tinha podia viver em abundância, ser extraordinária e admirada pelos outros. Sob a orientação desses pontos de vista errados, dediquei todos os meus esforços para fazer dinheiro durante esses anos. Apesar da dureza e do cansaço, não deixei nenhuma chance de fazer dinheiro enquanto eu vivia. Na minha exaustão e fraqueza extremos, contanto que eu pensasse que a quantidade de dinheiro na minha conta bancária estivesse aumentando, eu continuava lutando para aguentar. Eu vi que o dinheiro controlou totalmente minha perspectiva sobre a vida e os valores, e que eu tinha me tornado uma pessoa que se importava mais com o dinheiro do que com a vida em si, e que se tornou egoísta, desprezível e mesquinha. Quando soube que meu dinheiro guardado desses anos se havia ido devido ao investimento errado de minha mãe, desenvolvi um ódio por ela. Acontece que, sem saber, eu tinha lidado com o dinheiro como pilar da vida. Quando eu entendi esses fatores e pensei na minha situação presente de saúde, percebi que não devia mais gastar minha vida pelo dinheiro, e decidi descansar por um tempo. Depois, vivi uma vida de igreja com irmãos e irmãs. O que me deixava animada era que minhas doenças, que não foram curadas depois de tanto tempo de ver os médicos, foram curadas antes que eu soubesse. Senti que isso era a proteção de Deus e Seu cuidado comigo. Graças a Deus!

Certa vez, durante um encontro, uma irmã leu uma passagem das palavras de Deus: “Quando tem propriedade, a pessoa pensa que o dinheiro é seu esteio, que é o meio pelo qual se vive; quando tem status, a pessoa apega-se a ele com força e arriscaria a vida por causa dele. Só quando estão prestes a deixar este mundo as pessoas percebem que as coisas que elas passaram a vida perseguindo são apenas nuvens fugidias, que não podem se agarrar a nenhuma delas, que não podem levar nenhuma consigo, que nenhuma pode isentá-las da morte, que nenhuma pode proporcionar companhia nem consolo a uma alma solitária no seu caminho de volta; e, menos ainda, que nenhuma pode dar-lhes a salvação, permitir-lhes transcender à morte. A fama e a fortuna ganhas no mundo material dão satisfação temporária, prazer passageiro, uma falsa sensação de sossego; entrementes, fazem a pessoa perder o rumo. E assim, enquanto se debatem no vasto mar da humanidade, ansiando por paz, conforto e tranquilidade no coração, as pessoas são engolfadas por onda após onda. Quando ainda têm de calcular as questões que são mais cruciais de entender — de onde vêm, por que estão vivas, para onde vão e assim por diante —, elas são seduzidas pela fama e pela fortuna, iludidas, controladas por elas, irrevogavelmente perdidas. O tempo voa; os anos passam num piscar de olhos; antes que o perceba, a pessoa se despediu dos melhores anos de sua vida”.

Quando li essa passagem das palavras de Deus, fiquei profundamente comovida. No princípio, eu só queria viver uma vida em que não precisasse me preocupar com comida e roupa; mas quando meus padrões de vida melhoraram, me preparei para comprar uma nova casa, e quando consegui a nova casa, queria alcançar outro objetivo... eu trabalhei duro pelos meus desejos e me perdi neles, tratando o dinheiro como meu único objetivo a ser buscado na vida, e até ganhando dinheiro às custas de minha saúde. Como resultado, fiquei com gastropatia, periartrite escapulo-umeral e tendinite do músculo supraespinhal. Completamente disposta a ser uma máquina de fazer dinheiro, eu não tinha cabeça para pensar sobre que tipo de vida era significativa e valorosa, e o que os homens devem buscar em suas vidas, então quando minha mãe anunciou o evangelho para mim, eu não tinha coração para ouvir. Mas só quando estive em extrema dor que eu experimentei as palavras de Deus de “as coisas que elas passaram a vida perseguindo são apenas nuvens fugidias, que não podem se agarrar a nenhuma delas, que não podem levar nenhuma consigo” são a verdade e fato. Graças à orientação de Deus. Sem a revelação de Suas palavras que me fizeram entender que minha visão de busca estava errada, eu gastaria minha vida inteira em vão.

Nos dias seguintes, eu participei ativamente de reuniões e li as palavras de Deus. Eu tinha um sentimento de paz e alegria em meu coração, que nunca tinha sentido antes, e não podia ser comprada com qualquer coisa material. Graças a Deus. Devo buscar a verdade vigorosamente e caminhar no verdadeiro caminho da vida. Mais tarde, eu deixei meu antigo trabalho e encontrei outro que era mais perto de casa, então podia ter reuniões frequentes com minhas irmãs e irmãos.

Quando a tentação de Satanás veio sobre mim, eu busquei a verdade

Eu estava disposta a buscar a verdade, mas quase toda vez que eu tinha uma reunião com irmãos e irmãs, meu chefe me chamava para trabalhar. Naquela época, eu ficava em conflito e infeliz em meu coração, pensando, “Se eu não for, vou perder meus clientes, e depois não terei uma fonte de renda. Mas eu também quero participar das reuniões.” Diversas vezes, apesar de participar das reuniões, meu coração não conseguia ficar quieto e meu espírito ficava gradativamente obscuro. Em lágrimas, orei a Deus: “Ó, Deus! Estou muito aflita agora. Sei que claramente Satanás está usando o dinheiro para me seduzir para longe de Ti. Quero me livrar disso, mas sou fraca demais para me libertar da sedução do dinheiro. Deus! Por favor, me salve!” Após orar, me senti um pouco mais calma, e depois li duas passagens das palavras de Deus: “Há um jeito mais simples de se livrar desse estado: despedir-se do modo de viver antigo, dizer adeus aos objetivos prévios na vida, resumir e analisar o estilo de vida, a maneira de ver a vida, as buscas, os desejos e os ideais anteriores, depois compará-los com a vontade e as exigências de Deus para o homem e ver se algum deles condiz com a vontade e as exigências de Deus, se algum deles traz os valores corretos da vida, se conduz a uma compreensão maior da verdade e permite viver com humanidade e semelhança humana. Quando investigar repetidas vezes e dissecar atentamente as diversas metas de vida que as pessoas perseguem e as várias e diferentes maneiras de viver, você descobrirá que nenhuma delas corresponde à intenção original do Criador quando criou a humanidade. Todas elas afastam as pessoas da soberania e do cuidado do Criador; todas são armadilhas que fazem com que as pessoas se tornem depravadas e que a levam ao inferno. Depois de reconhecer isso, sua tarefa é pôr de lado a antiga visão da vida, ficar longe das diversas armadilhas, deixar que Deus se encarregue de sua vida e faça arranjos para você, tentar apenas se submeter às orquestrações e à orientação de Deus, não ter escolha e tornar-se uma pessoa que adora a Deus.”

Após ler as palavras de Deus, entendi porque eu estava sendo perturbada pela tentação de Satanás quando caiu sobre mim. Era porque minhas visões sobre a vida humana ainda haviam de ser transformadas, e eu ainda queria viver com base na visão de Satanás de que “O dinheiro não é tudo, mas sem isso não é possível fazer nada.” Pensei de volta no meu passado. Quando eu não conhecia a soberania de Deus, eu vivia nos esquemas de Satanás e confiava em mim mesma para batalhar e ganhar dinheiro. Apesar de ter conseguido um prazer fugaz e uma dignidade temporária, o que aconteceu? Fui assolada com doenças em uma idade tão jovem, e preferiria morrer. Qual era o sentido e o valor de tal vida? O que era realmente mais importante – dinheiro ou vida? Eu também pensei naquelas pessoas ricas à minha volta. Algumas usavam drogas, outras jogavam apostas, outras tinham acompanhantes ou amantes , algumas até pulavam de edifícios devido ao vazio... Apesar de que essas pessoas tinham dinheiro suficiente, sua vida era uma verdadeira bagunça. Isto provava adequadamente que a busca por riqueza não é um bom caminho. Pensando sobre isso, meu coração foi despertado, e eu compreendi: obedecer a Deus, adorá-Lo, e sentir firmeza e paz – estas são as coisas mais importantes do que qualquer outra. Eu também tinha a vontade de renunciar minha carne, mudar meus métodos de sobrevivência que pertenciam a Satanás, aprender a me submeter a Deus, e deixá-Lo regrar sobre meu futuro.

Durante as reuniões, quando meu chefe me chamou para trabalhar novamente, eu lhe disse que estava ocupada. Gradativamente, eu já não era controlada pelo dinheiro e me senti muito aliviada e feliz no coração.

Epílogo

Apesar de que agora não consigo viver à vontade como antes, o que Deus me dá é já suficiente para que eu viva e minha saúde está melhorando aos poucos. Eu leio as palavras de Deus todos os dias, participo em reuniões, e comunico minhas experiências com irmãos e irmãs, vivendo uma vida bem firme e pacífica. É Deus quem me salvou do dano de Satanás e da tentação do dinheiro. Graças a Deus!

Por Xiaomei, Taiwan

Artigo Recomendado:

Despertado por imprevistos–Nunca mais vou vender minha vida por dinheiro

Contate-nos

Esperas ansiosamente pela aparição do Senhor? Como o Senhor aparecerá? Como devemos acolher a Sua aparição? Convidamos-lhe sinceramente a juntar-se a nós na nossa reunião online para conversar sobre esse tópico connosco.